domingo, 6 de dezembro de 2009

Despertadores e Torturas.


É madrugada e o despertador proclama sem perdão o bárbaro momento em que somos exportados dos sonhos para a realidade, já não há mais tempo para sonhos, pois o percurso do para onde ou do porque nos aguarda sem cerimônias, salas ou quartos.
Repentinamente mudanças, submissões, declínios, impotências, imunidades, descontentamentos, disputas, desejos, impossibilidades, expectativas, cobranças, perdas, fugas, amores, desamores, livros, macacos, carros, chocolate, sexo, dinheiro, adaptação, evolução, um determinado valor no final do mês, pipoca, casamento, família, filhos e morte nos cercam e nos seguem como sombras, nos motivam de forma sádica a prosseguir, a abandonar em nossos leitos nossos sonhos sem face e sem alicerce.
Em batalha diária tornamo-nos nossos próprios heróis e inimigos,juízes e platéias de nós mesmos, e se por um lado nos enfeitamos e nos exibimos com diversas cicatrizes e hematomas, por outro nos escondemos por trás de curativos e amuletos, por trás de disfarces ou fantasias propicias ao próprio auto-engano, trampolins para os novos e mesmos ciclos renovados pelas areias movediças dos sonhos e ressurgidos pelas fatalidades, necessidades e banalidades cotidianas, memoradas pontualmente pelo canto atordoante de diversos despertadores com a mesma finalidade e sentido: proporcionar o dessentido.

6 comentários:

Corvo disse...

hmm...to pensando em pegar umas partes pra colocar no meu orkut rss e colocar como credito para filhota ^^

bjos

Por que será, em? disse...

Excelente trabalho!!!

(Imagino se em algum dia, poderei expor, este e os demais textos, quem sabe?)

Meu Parabens!!!!!!

Vikki Adlung disse...

Magnífico Ka!
De verdade.

Parabéns pelo trabalho, que se aprimora a cada linha ;7

Jeff disse...

Juro que, dos seus textos que ja tive a oportunidade de ler, esse fora o que mais me chamou a atenção. Talvez seja por identificação, ou pelo belo repertório, causando imponencia e veemencia pra quem o lê.

Talvez seja simplismente por um momento qualquer, que me trouxe lucidez e coincidentemente pude entender suas palavras... rs

Talvez nao tenha entendido nada.

Enfim, parabéns. De verdade!
Beijo beijo.

quem sou eu disse...

O que voce anda sonhando???????
lembre-se sempre que o sonho e a manifestaçao do inconsiente.
Não se deixe sonhar com o futuro pois ele nao existe, tudo na nossa vida e passado, ate este momento ja se transformou em passado.

Eu fui matando os meus heróis aos poucos
Como se já não tivesse
Nenhuma lição pra aprender

Parabens

DANI disse...

" Um, dois, três... O relógio da cozinha bateu doze vezes. Como pareciam inúteis desde que o tempo deixara de existir! As inoportunas batidas soaram ridículas no âmago de um acontecimento eternamente presente no agora, que muda incessantemente e que é medido não em segundos e minutos, mas pelo que contém em beleza, significação, intensidade e em mistérios cada vez mais profundos."

Aldous Huxley